Responsive Ad Slot

Dr. Neidson destaca que Procuradoria da Mulher e Chameron visam o fortalecimento do enfrentamento à violência contra a mulher

Deputado explicou que as proposituras de sua iniciativa têm o objetivo de trazer resultados e contribuir com demais instituições que atuam em favor dos direitos da mulher

13 de maio de 2019

/ por: Assessoria Parlamentar
Um dos proponentes da audiência pública promovida na última quinta-feira (9) na Assembleia Legislativa, para debater o feminicídio e a violência contra a mulher, o deputado Dr. Neidson (PMN) destacou a criação da Procuradoria da Mulher e o Centro Humanitário de Apoio à Mulher do Estado de Rondônia (Chameron), duas iniciativas de sua autoria.

Dentre os convidados do debate, a audiência com a presença da delegada do Piauí, Eugênia Villa, pioneira na implantação de delegacia especializada no atendimento à mulher e as deputadas, Lenir Rodrigues (PPS-RR) e a colega de partido do deputado, Janete de Sá (PMN-ES), nomes de destaque no enfrentamento à violência contra a mulher.

Em seu discurso na Assembleia, o parlamentar ressaltou que a intenção das proposituras que criam tanto a procuradoria quanto o Chameron não é competir com qualquer outra instituição já existente.

“Nossa intenção visa apenas contribuir com os demais órgãos que trabalham no combate ao feminicídio e à violência contra a mulher no sentido de oferecer um espaço para o acolhimento das vítimas e agilizar os resultados para evitarmos a propagação desses crimes que tanto têm aumentado no país e buscar a conscientização da sociedade para a gravidade do problema”, enfatizou Dr. Neidson.

O parlamentar contou que em 2016, através do jornalista David Casseb, ficou sabendo do Centro Humanitário de Apoio a Mulher (Chame), implantado na Assembleia Legislativa de Roraima e coordenado pela Procuradoria Especial da Mulher. No mesmo ano, o deputado esteve na capital, Boa Vista e visitou a instituição.

“Estive no Chame e foi após essa visita que copiamos a ideia para fazer o mesmo aqui em Rondônia. Lá eu pude ver como funcionava e hoje me surpreendi ainda mais, pois de lá pra cá, eles já estão oferecendo muito mais atendimentos do que em 2016, além de terem implantado outros programas como os que combatem o tráfico de crianças e mulheres no estado”, informou o parlamentar.

As indígenas também foram lembradas pelo deputado que agradeceu a presença de todas as mulheres durante a audiência e destacou que fez algumas alterações nas fichas de atendimento do Chameron em razão da população feminina indígena presente em Rondônia.

“Graças à sugestão da doutora formada pela Unir, a indígena Marcia Mura, colocaremos nas fichas de atendimento do Chameron a etnia da atendida, pois também precisamos combater a violência contra a mulher indígena. Da mesma forma, as fichas também terão espaços para o preenchimento dos nomes e idade dos dependentes que residem na mesma residência da vítima”, explicou Dr. Neidson.

A Procuradoria da Mulher e o Chameron são iniciativas do gabinete do deputado Dr. Neidson, porém, estarão sob a responsabilidade da Comissão de Defesa da Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (CDCAMI), presidida pelo deputado Pastor Alex Silva (PRB).

Juliana Martins
Don't Miss
© Todos os Direitos Reservados
Feito com em Porto Velho por Harlley Rebouças