Em reunião do Parlamento Amazônico em Manaus, no final da semana passada, e que teve a participação de parlamentares do Paraguai e da Argentina, o deputado Dr. Neidson (PMN), foi favorável à proposta do parlamento de regionalização do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem.

A proposta que está sendo levantada pelo parlamento visa proporcionar mais chances aos alunos da rede pública de ensino da região Norte, que hoje estão em desigualdade de condições com os alunos das demais regiões.

Na opinião de Neidson, a regionalização do Enem não vai ferir nenhum princípio constitucional, já que as chances no concurso, para cada região, atenderão as expectativas e condições locais dos educandos.

Um dado expressivo do Ministério da Educação, na opinião do parlamentar, é de que no ranking das 50 melhores escolas do País, 49 são particulares e a única estatal é o Instituto Federal de Santa Catarina.

Outro dado importante para mostrar a desigualdade na disputa, foram os números apresentados sobre o último Enem no Amazonas. Para o curso de medicina da Universidade Federal do Amazonas, apenas um aluno do Amazonas passou e o restante são da região Sul e Sudeste. Ficou acertado pelos membros do Parlamento Amazônico, a formulação de um documento a ser apresentado na próxima reunião, que deverá ser encaminhado às bancadas federais dos Estados, para que um Projeto de Lei possa ser elaborado visando a regionalização.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem