Responsive Ad Slot

Comissão da Assembleia acolhe demandas de servidores da rede pública de saúde

Funcionários reclamam das péssimas condições de trabalho, dos riscos e dos baixos salários

3 de dezembro de 2019

/ por: Assessoria Parlamentar
A Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social (CSPAS) da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta terça-feira (03), no plenarinho 01, com as presenças dos deputados Adailton Furia (PSD), presidente, Dr. Neidson (PMN) e Luizinho Goebel (PV). Na pauta, a discussão de melhorias salariais e de condições de trabalho para os profissionais da área da saúde do Estado.

Furia aproveitou para enfatizar a necessidade de se valorizar os profissionais da saúde, especialmente os enfermeiros e técnicos. "Os servidores vivem em um ambiente de muito estresse e de pressão e também estão doentes e precisam da atenção governamental", observou.

Representantes dos trabalhadores fizeram uso da palavra, mais uma vez relatando as dificuldades e os desafios da categoria. Uma nova reunião está prevista para ocorrer na manhã desta quarta-feira (04), na Assembleia Legislativa, dessa vez com as presenças de representantes do Governo, para debater com a classe o atendimento das demandas que são cobradas.

Os servidores reclamam dos altos índices de atendimento aos profissionais de saúde, pelas más condições de trabalho. "A enfermagem representa 70% da mão-de-obra da saúde e estamos doentes, pela falta de condições de trabalho e pelo elevado estresse, além dos baixos salários", relatou Charles Alves, representando a enfermagem.

Segundo Charles, "estamos sendo a cada dia mais desvalorizados e desprezados pelo poder público. O servidor de carreira precisa ser respeitado e não pode ser tratado como bandido, ou como responsável pelas más condições das unidades de saúde. Sugiro que o pagamento dos plantões seja revisado, pois é pago muito pouco aos técnicos, enfermeiros e auxiliares. Os trabalhadores estão doentes e as condições de trabalho são preocupantes ".

Flávia Lenzi, presidente do Sindicato dos Médicos, pontuou que "todos os profissionais na saúde são únicos: precisam ser reconhecidos. Enfrentamos periculosidade, com o risco enorme de agressões. Estamos expostos a falta de condições de trabalho. Faltam luvas, máscaras e estamos aqui discutindo em defesa de quem, nas piores condições possíveis, se dedica a trabalhar, em meio ao desespero de famílias. Precisamos ter uma carreira, e que isso fosse levado em consideração".

Parecer
O deputado Dr. Neidson foi o relator, com o parecer favorável, ao projeto de lei 311/19, de iniciativa do Executivo, que altera, acrescenta e revoga dispositivos da Lei nº 4.535, de 17 de julho de 2019, que trata do Fundo Estadual para Financiar a Construção do Hospital de Urgência e Emergência de Porto Velho (FUNHEURO).

Texto: Eranildo Costa Luna-Decom-ALE/RO
Fotos: José Hilde-Decom-ALE/RO



















Don't Miss
© Todos os Direitos Reservados
Feito com em Porto Velho por Harlley Rebouças